Correção de Orelhas de Abano (Otoplastia)

A cirurgia plástica da orelha de abano é feita para corrigir o afastamento das orelhas da cabeça que dá um aspecto pouco estético e incomoda muito os jovens e adultos.

Fatores genéticos ou características familiares e raciais têm papel preponderante no estabelecimento de alterações na forma da orelha. O diagnóstico é feito pelo médico e somente o exame clínico é suficiente para chegarmos a uma conclusão. As deformidades se localizam fundamentalmente em dois pontos: na concha (a parte funda da orelha) que está muito elevada e na anti-hélix (a parte mais saltada no meio da orelha) que não está bem “desenhada”.

Em crianças, a idade ideal para se fazer esta cirurgia é a partir dos 6 a 7 anos, (denominada idade pré-escolar), período em que a orelha já está totalmente formada e quase igual ao tamanho daquela do adulto. Além do mais, por se tratar de um período pré-escolar, nessa fase começam os problemas de ordem psicológica, devido as brincadeiras feitas por parte de outras crianças, geralmente colegas de escola.

A anestesia pode ser local, local com sedação ou geral. A escolha do método de anestesia, sempre em comum acordo com o anestesista, levará em consideração o tamanho da cirurgia, as condições clínicas, psicológicas e a idade do paciente.

A cicatriz desta cirurgia é imperceptível, por localizar-se atrás da orelha, no sulco formado por esta e o crânio. Além do mais, como se trata de região de pele muito fina, a própria cicatriz tende a ficar bem discreta.

Procedimentos Pós-Cirúrgicos

Atenção a estas recomendações: elas contribuem para o bem-estar do paciente e ajudam a garantir o sucesso da cirurgia.

– Tomar todos os medicamentos prescritos, nos horários corretos.
– Alimentar-se bem e tomar bastante líquido.
– Nas cirurgias abdominais, evitar a ingestão de alimentos de alta fermentação (feijão, brócolis, couve-flor, doces, etc.), pois os mesmos produzem muitos gases que poderão causar desconforto.
– Evitar ficar muito tempo sentado ou deitado. Caminhe, pelo menos, a cada meia hora.

– Não fazer esforço ou carregar peso.

– Não dirigir.

– Não levantar os braços (cirurgia de mama), vestindo sempre roupas que fechem na frente sem passar pela cabeça.

– Qualquer desconforto anormal, dor ou febre, entrar em contato com seu médico.

 

Como escolher corretamente o hospital para seu procedimento cirúrgico.

Geralmente, as cirurgias plásticas são feitas em hospitais. Assim como fazer a escolha de um bom médico, é extremamente importante pesquisar e selecionar um local adequado. Além de ser essencial para a segurança do procedimento, traz inúmeras vantagens ao paciente.

Estrutura do Hospital

Deve oferecer uma completa infraestrutura de segurança, com pronto-atendimento, médicos de outras especialidades, equipamentos de suporte, laboratórios e unidade de terapia intensiva.

Foco em Cirurgia Plástica

Foco em cirurgia plástica, sendo estes hospitais para cirurgias programadas e “limpas” (termo técnico para cirurgias sem contaminações), minimizando o risco de infecção hospitalar dos grandes hospitais que lidam com todas as especialidades.

A Experiência em Cirurgia Plástica

Experiência em cirurgia plástica, pois realizam dezenas de procedimentos estéticos por dia, contando com equipes de enfermagem próprias especializadas, as quais garantem um melhor atendimento a esse perfil de paciente.

Ambientes

Padrão particular, com ambientes que prezem pela higiene, privacidade, conforto e, é claro, pelo bom atendimento.

Aprovação COREN

Aprovação pelos órgãos competentes, tais como Vigilância Sanitária, Prefeitura Municipal, CRM e COREN;

A Garantia de Qualidade

Garantia da qualidade e da procedência dos materiais cirúrgicos utilizados.