Tratamento das Estrias
Tratamento das estrias

Estrias são depressões ou atrofias cutâneas lineares, decorrentes da ruptura da trama elástica da derme, com repercussões na epiderme, associadas a alterações de fibras colágenas dérmicas, provocando solução de continuidade subdérmica. Ocorre em diferentes processos de distensão abrupta da pele, como ganho de peso, obesidade, crescimento, uso de corticoides sistêmicos e tópicos e gravidez.

Estas alterações cutâneas podem se apresentar de formas retilíneas, curvilíneas ou sinuosas e podem ter alguns milímetros a 1 cm de largura.

As estrias recentes têm aspecto avermelhado enquanto as mais antigas apresentam superfície branca nacarada. Nesta última, a epiderme encontra-se atrófica e transparente, com a derme adelgaçada podendo visualizar os vasos sanguíneos por transparência.

Os tratamentos propostos para tratamento de estrias visam estimular a formação de novas fibras colágenas, melhorando a sustentação dérmica e produzindo uma contração e normalização epidérmica. As estrias mais recentes respondem melhor aos tratamentos tornando-se muitas vezes imperceptíveis.